A Transformação Digital no Vale do Silício

Blog

Duomo Educação

Postado 02/10/2018

Raul Macedo, CEO da Mentores, conta como foi a sua experiência e aprendizados trabalhando em uma startup do Vale do Silício

 Raul Macedo é CEO da Mentores Digital  e foi para o Vale do Silício querendo entender o que os CEOs realmente faziam por lá. Mas ele não quis estudar, mas sim trabalhar, ver na prática as inovações acontecerem e participar efetivamente disso. Raul fez parte da TeleSense, uma empresa que tinha três anos de existência e estava começando a receber investimentos. A equipe tinha 15 pessoas e estava focada no desenvolvimento de um produto de “internet das coisas”.  

Em bate-papo no evento Digitalks com o diretor aqui da Duomo, Joacir Martinelli, Raul revelou o que mais chamou sua atenção nessa jornada.  A surpresa principal é que a informação em si, ele já tinha consciência. Faltava a ação, transformar a teoria em prática aqui no Brasil.

Não existem processos, mas sim testes.

A tecnologia está disponível, mas isso não significa que é utilizada para gerar processos e automação de tarefas. Na verdade, é justamente o oposto. A Statup fazia testes o tempo todo. E, só depois de dar certo, é que se cria uma metodologia específica. O objetivo é aprender na prática.

Mudanças constantes:

As mudanças são naturais. Alterar roteiros, funções de colaboradores e planos acontecia de forma rápida e de acordo com o andamento dos resultados. Em uma reunião de poucos minutos,  todos eram convocados para serem informados sobre os novos rumos. Isso proporciona a multiplicação de dinâmicas inovadoras, rápidas e criativas.

Troca constante de experiência e conhecimento:

É possível participar de eventos diários e gratuitos envolvendo profissionais de todos os níveis de experiência. Quanto mais alto o cargo, mais eles têm o hábito de dedicar parte do tempo para compartilhar aprendizado com as outras pessoas. Alguns consultores convidam profissionais para irem a suas casas e dar dicas pessoalmente para ajudar a estimular o pensamento de outras soluções. É uma consultoria gratuita em uma comunidade de compartilhamento de conhecimento.

Startups não se defendem, aprendem com os erros

As Startups não tiram conclusões antes de validar o interesse do mercado.  Produtos são lançados em pré-vendas explicando como funciona e verificando na prática o que o público gostaria que o produto fizesse. O objetivo é entender as necessidades do usuário. O erro acontece naturalmente nessa fase de experimentação, em um ambiente seguro e criado para isso, justamente para que a empresa não perca a credibilidade. Fica claro para todos os envolvidos que é um teste e não o lançamento final do produto.

Metas e objetivos no lugar de uma rotina

Ter metas e objetivos claros ajuda as Startups a focar na inovação, sem que os colaboradores se envolvam em burocracias e processos fixos que tiram esse direcionamento. Esse ambiente é favorável para as mudanças das rotas que acontecem naturalmente, se um resultado não está sendo atingido.

Foco na solução:

Nenhuma Startup para ou desiste de uma ideia por causa dos problemas que aparecem no meio do processo de desenvolvimento. Os profissionais continuam construindo e validando seus produtos e serviços para que possam identificar onde fazer melhorias e chegar na solução desejada.

É possível verificar que as Startups do Vale do Silício colocam em prática todos os conceitos da Transformação Digital. A mentalidade e forma de lidar com os desafios das novas tecnologias e mudanças é o foco e não a tecnologia em si. Aqui na Duomo temos soluções específicas e personalizadas para as empresas que desejam lidar com a Transformação Digital na prática. Entre em contato conosco.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *