É certo que para garantir o bom funcionamento do ambiente corporativo, as tarefas dos colaboradores e gestores precisam ser estruturadas a partir de funções específicas. Dessa forma, é fundamental para o crescimento da empresa, que cada indivíduo reconheça qual é a sua função e a execute de forma autônoma.

É comum encontrar grandes empresas com problemas na delegação. São casos onde os gestores não conseguem adaptar o seu estilo de liderança à necessidade do colaborador.

A liderança situacional corresponde à relação existente entre um líder, a maturidade do colaborador e a ocasião de trabalho. O conceito clássico da liderança situacional é entender que não existe um estilo único para liderar cada situação que pode surgir dentro de um ambiente de trabalho. Mas sim, existem ocasiões com tarefas e perfis diferentes de gestão.

Já é comprovado que pessoas que trabalham com metas traçadas possuem desempenho melhor em longo prazo do que pessoas que não fixam metas. O estabelecimento de metas não é uma tarefa tão simples e que todos fazem.

Com a melhor das intenções, dando o seu melhor para alcançar resultados, muitos gestores estão na verdade arruinando a companhia por dentro

Preparar colaboradores para assumir a posição de liderança é tarefa desafiadora, mas também pode ser uma missão. Apesar da dificuldade que muitos líderes ainda encontram nessa missão, os ganhos são inúmeros.

A palavra meritocracia vem do latim meritum, “mérito” e do sufixo grego κρατία (-cracía), “poder” é um sistema de gestão que considera o mérito como aptidão, a razão principal para se atingir posição de topo. Onde as posições hierárquicas são conquistadas, com base no merecimento e entre os valores associados estão educação, moral, aptidão específica para determinada atividade, logo, aqueles que estiverem mais preparados são escolhidos e promovidos.

Usar o rapport não significa aceitar todas as opiniões da outra pessoa, e sim ouvi-la e fazer com que ela veja que o seu ponto de vista ou valores são compreendidos e respeitados.

Pelo visto, a crise se estenderá por mais tempo do que gostaríamos. Boa parte das empresas está sentindo as consequências disto e busca rapidamente se adaptar. As reduções de custos são inevitáveis. Mas há um custo altíssimo sendo mantido invisivelmente dentro da maioria!

Algumas vezes costumamos deixar as coisas de nossas vidas meio que bagunçadas, sem um atuar estratégico e isso pode muitas vezes ser frustrante. Seja por conta da insatisfação que temos em ver as coisas como estão, seja por conta dos resultados negativos que colhemos.